FORGOT YOUR DETAILS?

Em 2012, Nassim Nicholas Taleb cunhou o termo “antifrágil” para designar aquele/a que é capaz de melhorar diante do inesperado, de evoluir com o caos. Diferente da resiliência, que faz com que a pessoa permaneça a mesma após o choque, a antifragilidade é a qualidade de mudar e de se aprimorar em meio às adversidades.
A representatividade tem sido discutida na publicidade, na comunicação, na indústria de brinquedos, no cinema. É importante ter pessoas de diferentes raças, estaturas, pesos etc porque é vendo-as que nos sentimos representados. A indústria de super-heróis também abraçou o tema quando o lançamento de Pantera Negra, em 2018, levou milhares de crianças negras ao cinema,

O feminismo na pauta do dia

Aqui no FikaConversas, somos fãs de podcasts. E tem um episódio do Ilustríssima Conversa, que merece que você pare tudo o que está fazendo para ouvir. Nele, a convidada é professora Heloisa Buarque de Hollanda, autora da coleção “Pensamento Feminista Hoje”, com quatro volumes dedicados ao tema. Heloisa explora os conceitos, faz um apanhado histórico

Vamos espalhar esta conversa?

E se, além de palestras, livros e filmes sobre diversidade e racismo, fizermos uma roda de conversa, aberta e verdadeira, com uma pessoa negra? Foi o pensamento motivador deste encontro virtual. Escutar para compreender e não para responder, sem pré-conceitos e pré-julgamentos, o que cada um tem a dizer, suas dores, seus medos, suas dificuldades
Fizemos mais uma roda de conversa virtual, desta vez com 17 pessoas de diferentes locais, SP capital e interior, BH, Rio, Buenos Aires, EUA. Foi bom demais. Deu pra sentir o carinho nas palavras quando discutimos V.U.C.A., resiliência, impermanência. Foi dito: “temos a necessidade de ter pontos de referência, estabilidades e certezas, mas o mundo
Agora que o trabalho remoto é uma realidade, o FikaConversas oferece encontros virtuais inovadores e criativos para compartilhar humanidades, engajar clientes e equipes remotas de diferentes partes do mundo. Estamos distantes fisicamente mas podemos e devemos exercitar nossa sociabilidade!

Fizemos um balanço de 2019 por aqui.

O ano foi de consolidação do FikaConversas, com diferentes formatos de encontros. Temos empresas que adotaram as rodas de conversa como rotina, outras que usaram diferentes metodologias, como o world café, open space. Temos grupos que se reúnem em casa, como as amigas 70+ que querem atualizar vocabulário e pensamento. Também tivemos 4 palestras colaborativas,
TOP